Pular para o conteúdo

CT de São Caetano é modelo para o Comitê Olímpico da Romênia

20/01/2017
visita-delegacao-romenia-2

Ao centro, o presidente do Comitê Olímpico da Romênia, Mihai Covaliu, com o coordenador técnico do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, Ricardo D’Angelo

O Centro de Treinamento do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA recebeu a visita do presidente do Comitê Olímpico da Romênia, Mihai Covaliu, na quinta-feira (19/1/2017). “Viemos aprender”, explicou o professor George Legmann, que acompanhou o dirigente romeno. A delegação foi formada também por Carmen Trocan, diretora de Relações Institucionais do COSR, e Ovidiu Grecea, cônsul geral da Romênia.

Mihai Covaliu, ex-esgrimista, campeão e medalhista olímpico no sabre (Sydney/2000 e Pequim/2008), esteve também nas sedes do Comitê Olímpico do Brasil (COB), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da Prefeitura de São Caetano – cidade com tradição no apoio ao esporte de alto rendimento e parceira do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA -, e no Centro de Treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

mihai-covaliu-pres-co-romenia-2300x1630

Covaliu com a camiseta autografada de Violeta Szkely, medalhista em Sydney/2000

O dirigente ficou impressionado com as instalações do atletismo em São Caetano, no CT do Clube BM&FBOVESPA, com duas pistas (indoor e outdoor) e a estrutura necessária para o treinamento dos atletas brasileiros.

Em novembro de 2016, Fabiana Murer havia recebido delegação da Romênia que veio ao Brasil, com Violeta Szkely, medalhista de prata nos 1.500 m nos Jogos Olímpicos de Sydney/2000. Uma camiseta assinada, numa das paredes do CT, marcou a presença de Violeta em São Caetano e surpreendeu Covaliu.

Anúncios

IAAF atualiza resultado e Brasil é medalha de bronze no 4×100 m feminino

14/12/2016

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) alterou oficialmente o resultado do revezamento 4×100 m feminino da Olimpíada de Pequim-2008. Assim, o Brasil, que originalmente terminou a prova em quarto lugar, agora é medalha de bronze, após a desqualificação da Rússia, que teve uma das atletas flagrada em resultado positivo de exame antidoping.

O quarteto que correu pelo Brasil foi formado por Thaissa Presti, Lucimar Moura, Rosemar Coelho – todas com passagem pelo Clube de Atletismo BM&FBOVESPA – e Rosângela Santos. As atletas finalizaram a prova com o tempo de 43s14. A Bélgica herdou a medalha de ouro (42s54, recorde nacional) e a Nigéria conquistou a prata, com 43s04. Confira o resultado final aqui!

Medalhistas olímpicas do 4×100 m reunidas no CT do Clube de Atletismo

31/10/2016

whatsapp-image-2016-10-27-at-20-47-55Medalhistas olímpicas do revezamento 4×100 m dos Jogos Olímpicos de Pequim/2008, Thaíssa Presti – velocista do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA -, Rosemar Coelho Neto e Lucimar Moura – que defenderam as cores do Clube por muitos anos -, reuniram-se no CT, em São Caetano do Sul, para a gravação de reportagem com a TV Globo no dia 27 de outubro.

As três velocistas, junto de Rosângela Santos (que também fez parte do grupo que correu a prova na China), estão na expectativa para receber a sonhada medalha de bronze. O Brasil, que terminou a prova em quarto lugar, acabou subindo uma posição no resultado final após a constatação do positivo por doping de uma atleta da Rússia, então campeã olímpica.

Nos Jogos de Pequim, Thaíssa ainda não era atleta do Clube – passou a correr pela equipe em 2010. Já Rosemar e Lucimar, agora já aposentadas das pistas, construíram os melhores momentos de suas carreiras com o apoio da BM&FBOVESPA. Na visita ao CT, fizeram questão de matar a saudade dos profissionais e ex-colegas que continuam no Clube.

Atletas do Clube recebem vencedores de quiz da BM&FBOVESPA

20/09/2016

visita-bmf
Os vencedores do quiz feito pela BM&FBOVESPA durante a Olimpíada – os que responderam primeiro e corretamente as questões formuladas – visitaram os atletas olímpicos do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. O quiz foi uma das ações da campanha #torcidapeloclube, ação da Bolsa que incentivou o engajamento na torcida pelo Brasil na Rio/2016.

Os integrantes do grupo foram recebidos no Centro de Treinamento de São Caetano por estrelas do atletismo como Fabiana Murer, Marílson Gomes dos Santos e Vanderlei Cordeiro de Lima, que acendeu a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos, e pelos demais atletas do Clube, e seus técnicos, que competiram no Rio.

“Foi muito legal e importante essa proximidade entre nós todos. A BM&FBOVESPA apoia o atletismo há muito tempo, em um trabalho que continua até hoje e tem um papel muito importante no desenvolvimento do esporte aqui no nosso país”, disse Fabiana Murer, agradecendo a visita. Vanderlei Cordeiro de Lima e Marílson Gomes dos Santos também falaram da tradição do Clube e o quanto a presença da BM&FBOVESPA no atletismo é importante.

Fabiana Murer em bate-papo descontraído com a CBAt TV

02/09/2016

Fabiana Murer anunciou no fim de agosto que a sua carreira como atleta está encerrada – em 2017, assumirá uma nova função no Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, como manager institucional. Mas a agora ex-saltadora continua tão solicitada como antes pela imprensa. Na quinta-feira, dia 1º de setembro, Fabiana atendeu a reportagem da TV Gazeta e também concedeu uma entrevista à CBAt TV, um bate-papo descontraído em que falou da sua trajetória, respondeu perguntas de internautas, contou dos planos da carreira pós-atleta e ainda lembrou de histórias curiosas da vida no salto com vara.

Vanderlei Cordeiro de Lima recebe o Troféu JK no Rio de Janeiro

08/06/2016

Vanderlei

O medalhista olímpico e padrinho do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA Vanderlei Cordeiro de Lima recebeu, no dia 4 de junho, o Troféu JK – O Troféu do Brasil, símbolo do empreendedorismo nacional. O evento foi realizado no Copacabana Palace e marcou o início das celebrações do Rio de Janeiro como Capital Mundial da Vitória, homenageando brasileiros e instituições que contribuem para a projeção, desenvolvimento e engrandecimento do Brasil. Além disso, ele também recebeu a “moção honrosa da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro”. O evento, que teve a presença de outros grandes nomes do esporte nacional, como Zico, Carlos Alberto Torres e a velocista paralímpica Terezinha Guilhermina, foi organizado pelo Presidente da Academia Brasileira de Honrarias ao Mérito, Comendador Regino Barros.

Com índice para o Mundial, atletas da Base se destacam no Brasileiro Sub-20

25/04/2016
sub20_dardofem_4866

Alexandra, índice para o Mundial e destaque da competição com vitória no lançamento do dardo

O Instituto Elisângela Maria Adriano (IEMA) e o Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima (IVCL), núcleos de Categorias de Base apoiados pelo Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, conquistaram excelentes resultados nos Campeonatos Brasileiros CAIXA Sub-20 Interclubes. Foram 29 medalhas conquistadas na pista de São Bernardo do Campo entre os dias 15 e 17 de julho: 11 de ouro, 7 de prata e 11 de bronze.

Alexandra Maria Pimenta da Silva foi escolhida como destaque individual da competição. A atleta do IEMA venceu a prova do lançamento do dardo com a marca de 50,26 m, recorde do campeonato e índice para o Mundial Sub-20 que será disputado na Polônia, em julho.”Foi excelente superar a barreira dos 50 metros. Estou na batalha e tentando muito melhorar”, disse a lançadora, que tinha 49,63 m como recorde pessoal. Ela é treinada pelo técnico João Paulo Alves da Cunha. “Ele me dá muito força e me acompanha no dia a dia.”

Na classificação por equipes, o IEMA, de São Caetano do Sul, ficou com o vice-campeonato, ao somar 194,5 pontos, apenas um ponto atrás do campeão Centro Olímpico, projeto que até 2015 integrou as Categorias de Base do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA. O IVCL, de Campinas, até então tetracampeão do torneio, ficou em terceiro lugar, com 150 pontos, e teve o fundista Daniel Ferreira do Nascimento, bicampeão nas provas de 5.000 m e 10.000 m como destaque.